Redes

Ao longo do Projeto foram constituídas seis redes solidárias: Artesanato, Cooperativismo Social, Costura, Economia das Culturas/Criativa, Ecoturismo e Alimentação.

REDE
ALIMENTAÇÃO SOLIDÁRIA SP

IMG_0164

A Rede Alimentação Solidária SP conta com a atuação de 19 empreendimentos (agricultura familiar, hortas urbanas e alimentação) que atuam na cidade de São Paulo, além de 06 entidades de apoio. O grupo tem atuado com atenção a toda a cadeia produtiva, incluindo desde a produção do alimento orgânico até o seu processamento, preparo e serviço em coffee breaks, almoços e cafés.

Atualmente a Rede estrutura seu regimento interno e identidade, e também recebe formações por meio de cursos de gastronomia e tecnologia de cultivo de hortaliças e alimentos.

REDE
ARTESANATO SOLIDÁRIO SP

IMG_0122

O que é o artesanato no município de São Paulo? Partindo da necessidade de estabelecer uma identidade local, estruturou-se uma Rede que desde 2015, já passaram por volta de 350 (trezentos e cinquenta) pessoas entre artesãos/ãs, lojistas, parceiros e apoiadores relacionados ao segmento, compondo e proporcionando, direta e indiretamente, uma grande rede de contato, trocas e ações na cidade de São Paulo.

A Rede Artesanato Solidário SP promove assessorias técnica e jurídica para estruturar os empreendimentos e articula parceiros e apoiadores para ampliar os espaços de atuação e valorização do artesanato.  e valorização do artesanato.

REDE
COSTURA SOLIDÁRIA SP

IMG_0099

Cerca de 11 empreendimentos do segmento de Confecção e Costura em diversas regiões da Grande São Paulo formam hoje a Rede Costura Solidária SP, que conta com regimento interno e vem se articulando para participar de formações estruturais.

O objetivo é fortalecer o grupo, ter maior capacidade produtiva, autogestão, cooperação e a solidariedade, visando à gestão democrática, a distribuição equitativa das riquezas produzidas coletivamente, o desenvolvimento local e territorial integrado e sustentável, o respeito ao equilíbrio dos ecossistemas, a valorização do ser humano e do trabalho e o estabelecimento de relações igualitárias entre homens e mulheres.

REDE DAS
CULTURAS E SOLIDÁRIA SP

IMG_0106

Coletivos, empreendedores e empreendimentos de economia das culturas/criativa que atuam nos extremos do município de São Paulo formam uma rede de 43 coletivos e empreendimentos, 21 entidades de apoio e 5 organizações do poder público.

A Rede promove assessorias técnica, jurídica e de comunicação para auxiliar na estruturação dos empreendimentos e articula parceiros e apoiadores para ampliar os espaços de atuação.

REDE
ECOTURISMO SOLIDÁRIO SP

primaveraextremosul2

A Rede Ecoturismo Solidário SP desde o início se integrou ao Polo de Ecoturismo de São Paulo e vem promovendo articulação entre os diversos atores, empreendimentos e empreendedores que atuam no extremo sul do município, buscando integrá-los em rede para fortalecer as ações. As primeiras ações concretas desta articulação foram o Festival de Inverno e o Festival de Primavera do Polo, que fortaleceram os empreendimentos e criaram campo para o surgimento de novos negócios.

Participam desta Rede 80 empreendimentos e 21 entidades de apoio.

REDE DE
COOPERATIVISMO SOCIAL SP

IMG_0195

Esta Rede tem interface com as outras, pois estas acolhem esses empreendimentos e coletivos de diferentes segmentos econômicos dentro de suas articulações comerciais e produtivas.

A elaboração de marcos legais como a PL municipal de Economia Solidaria e o Decreto que cria o PROMACOOP (Programa Municipal de Cooperativismo Social) são pontos focais das articulações.

A Rede inclui 90 empreendimentos e 15 entidades de apoio.