Menu fechado

Conheça o mercado imobiliário em São Paulo

Conheça o mercado imobiliário em São Paulo

Boa oferta e demanda tem garantido dinamismo ao setor de imóveis paulistanos

O mercado imobiliário no Estado de São Paulo para o ano de 2019 vive um “boom” de investimentos, consolidando uma boa retomada de negócios após superar os efeitos da crise financeira nacional e internacional.

Após atravessar uma grave crise econômica que recebeu forte influência de situações políticas em nosso país, que tiveram como matriz o envolvimento de algumas das nossas maiores incorporadoras nacionais em escândalos de corrupção, hoje o cenário começa a estabilizar.

Isto, porque nos últimos 3 anos, muitas organizações que operam no setor de construção civil se viram obrigadas a revisar seus objetivos econômicos, reestruturando seus planos de negócios e método de atuação.

Além de muitas terem freado uma parte considerável de investimentos, trabalhando com cautela para não sofrer com a crise e negociando apenas os projetos que já estavam em negociação, foi necessário esse momento de revisão de posicionamentos.

Novas perspectivas para o mercado imobiliário em 2019

perspectivas para o mercado imobiliário em 2019

Assim, tendo um novo cenário de gestão, acompanhando com novas perspectivas políticas, a tempestade que recaiu sobre o setor parece dar indícios de bonança, mantendo em ordem de funcionamento aqueles players que mantiveram uma postura profissional e saudável durante todo o processo.

Tanto que para o segundo semestre, a expectativa é de que o mercado imobiliário inicie um bom ritmo de negociações, incentivado por juros menores, mais vantagens para a abertura de financiamentos bancários,  a criação de ambientes de negociação muito mais seguros juridicamente, acompanhados pelo lançamento de novos empreendimentos, focados de maneira direcionada às suas classes econômicas e faixas etárias específicas.

Como resultado, muitos consumidores têm iniciado um crescente ritmo de busca por imóveis, enquanto empresários buscam incrementar o setor com novos lançamentos.

Dados promissores para o mercado imobiliário em São Paulo

Dados promissores para o mercado imobiliário em São Paulo

Existem vários elementos concretos que dão suporte para essa boa expectativa para o mercado imobiliário no Estado de São Paulo. Um elemento que reforça de maneira bastante contundente esse cenário positivo é o fato da taxa Selic continuar operando em um patamar baixo (devendo provavelmente permanecer assim), além da economia nacional estar apontando para uma taxa básica de juros ainda baixa, o que repercute no aumento da oferta de créditos imobiliários e dá mais possibilidades desse tipo de crédito ao consumidor.

Assim, de maneira geral, podemos dizer que o Estado de São Paulo acaba aglutinando tais vantagens porquê em seu território pelo menos 20% da população nacional, sendo também o maior produtor e também consumidor do Brasil nos mais distintos setores da economia, especialmente na área de construção civil.

Tal fator repercute numa busca pela excelência na prestação de serviços e também na gestão de uma boa qualidade de vida tanto na capital quanto para os municípios do interior.

A promessa de uma excelente infraestrutura também tem sido um item atrativo para novos consumidores de imóveis, além de que a competitividade de mercado em garantido ao setor a estruturação de uma mão de obra cada vez mais especializada, com forte atividade voltada à construção civil.

Isso faz com que apartamentos à venda em sp tenham um registro de aumento de procura e visitas, garantindo uma nova oportunidade econômica para o público não somente da capital, mas também que busca por oportunidades de moradia no interior do Estado.

Evolução na construção civil no interior

Evolução na construção civil no interior

Um fator interessante, principalmente motivado pela busca de trabalho e crescimento profissional, tem levado muitos consumidores do mercado imobiliário a buscar unidades disponíveis em cidades distantes num raio aproximado de 80 a aproximadamente 150 km da capital paulista, preferindo pesquisar bem antes de comprar casa em sp.

Itens que corroboram para isso são elencados pela presença de indústrias e polos regionais de educação, que favorecem esse movimento de migração, além da busca por uma melhor qualidade de vida, preços de negociação e viabilidade financeira mais em conta, infraestrutura e facilidade de locomoção.

Assim, cidades como Sorocaba, Campinas, Jundiaí, Jacareí, Bauru e São José do Rio Preto registram grande procura, sendo uma excelente opção de moradia.

Novidades no quesito jurídico fortalecem o setor

Outro grande impulso para consolidar o mercado imobiliário em São Paulo e no Brasil todo foi a publicação de duas leis: a Lei 13.777/18 (que trata da multipropriedade) e a Lei 13.786/18 (que dá diretrizes quanto à inadimplência). Ambas visam trazer mais segurança jurídica e patrimonial ao setor imobiliário.

De maneira geral, a Lei 13.777/18 conseguiu regulamentar a multipropriedade como um novo regime de condomínio, em que proprietários de um mesmo imóvel passam a ser seus titulares por uma fração de tempo, podendo usá-lo de forma alternada.

Além disso, a multipropriedade o torna indivisível, extinguindo a necessidade de anuência prévia de demais proprietários e o direito de preferência no caso de venda do mesmo.

Já a Lei 13.786/18 deixa claros e objetivos os procedimentos para a resolução dos contratos de unidades imobiliárias que passam por inadimplência, especialmente para quem buscava por imóveis na planta ou desejava iniciar uma construção em terrenos à venda em São Paulo quando estes ainda não estavam quitados, por exemplo.

Antes, não haviam parâmetros legais acerca da motivação de distratos. Contudo, a partir de agora, o adquirente só receberá a restituição das quantias já pagas, tendo sido deduzidas a comissão de corretagem, além de arcar com uma penalidade de 25% da quantia até então paga, dos impostos incidentes sobre o imóvel, das cotas condominiais e suas contribuições associativas, além de mais 0,5% sobre o valor atualizado do contrato e os demais encargos incidentes sobre o imóvel, além de despesas previstas no contrato.

Ao que tudo indica, essas leis deixarão muito mais rigorosos e transparentes os contratos de compra e venda, dando mais segurança às partes interessadas. O que é uma grande vantagem para o setor.

Agora que você sabe um pouco mais sobre o impacto que o mercado imobiliário de São Paulo têm recebido para o ano de 2019, que tal assinar nossos feeds para acompanhar sempre novos posts em nosso site? Aproveite e compartilhe este post em suas redes sociais!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *